Proibido tropeçar

Como diz um lúcido amigo rubro-negro, rodada boa é a que se vence. No futebol, é normal que dirigentes, técnicos e jogadores comemorem empates e até amenizem os efeitos de uma derrota escorando-se nos resultados dos adversários. Muitas vezes parece discurso de perdedor.

Mas vamos abrir uma exceção rápida e olhar para os resultados dos principais concorrentes do Flamengo na briga por uma vaga na Libertadores de 2018. Como Cruzeiro e Botafogo tropeçaram, o melhor dos cenários pode colocar o Rubro-Negro na sexta posição e colado em Cruzeiro, Palmeiras e Santos. Os dois paulistas entram em campo logo mais. A missão do Verdão é mais fácil, contra a Ponte Preta em casa, enquanto o Peixe enfrenta o Sport, em Recife.

Agora vamos voltar ao amigo lá de cima: rodada boa é a que se vence. Hoje, contra o Bahia, em casa, o Flamengo não pode pensar na possibilidade de perder pontos. Tudo bem que o adversário também quer vencer, que os jogadores das duas equipes treinam a semana toda pensando em vencer, etc,etc,etc. Isso qualquer um sabe.

A questão para o Flamengo é mais profunda. Com o investimento milionário que tem, com o elenco que tem, com a torcida que tem, não vencer um time que luta contra o rebaixamento pode ser o derradeiro golpe para se chegar à Libertadores no ano que vem.

O técnico Reinaldo Rueda precisa passar isso aos jogadores. E os que vão entrar em campo precisam entender que atuações apáticas como a maioria nesse Brasileiro não podem acontecer mais. A dez jogos do fim da competição, passou da hora de o Flamengo mostrar algo que andou em falta na temporada: superação. De hoje não pode passar.

Deixe uma resposta