Sem ilusão

O Flamengo de Reinaldo Rueda é um mistério. Até o momento não se viu uma atuação convincente, aquela capaz de mostrar que o time teria condições de brigar pelas primeiras posições no Campeonato Brasileiro. Na Sul-Americana, o único lampejo foi a raça demonstrada contra o Fluminense, sem nos esquecermos, é claro, que o Tricolor chegou a estar vencendo por 3 a 1.

Mas vamos nos concentrar no Brasileiro. Como pode o time ter atuação tão ridícula como a apresentada contra o Grêmio, no último domingo, e outra muito mais segura como a desta quarta-feira, contra o Cruzeiro?

A impressão que dá é que a cada fiasco, Rueda reúne os jogadores, reclama, briga e o choque serve para a partida seguinte. Passado o efeito da bronca, tudo volta ao normal. Que fique claro que o Cruzeiro teve uma atuação vergonhosa contra o Flamengo. Mas isso é problema para Mano Menezes.

O Rubro-Negro ainda deixa evidente que Pará e Renê são limitados demais, que Rhodolfo e Rafael Vaz não passam a menor segurança, e que nem mesmo Éverton Ribeiro consegue ter uma sequência de boas atuações.

O importante contra os mineiros foi não passar sustos. E mais do que tudo, notar a evolução de Vinícius Júnior. O garoto entrou bem, mostrou personalidade e fez um gol de quem sabe jogar bola. De direita, quanto o chute era para ser de esquerda. Um toque rápido, forte, sem dar chance para o goleiro adversário.

No marasmo de talento que vive o Flamengo atualmente, está claro que o atacante pede passagem no time de Rueda. Mas isso é papo para um próximo post…

Um comentário em “Sem ilusão

  1. Concordo com a sua opinião, mas vou passar a cobrar mais do Rueda ano que vem, quando ele fizer o planejamento do elenco e pre temporada. Mas que o título da sulamericana cairia bem, isso sim.

Deixe uma resposta