Adeus, Rueda!

Infelizmente, há algum tempo a discussão nas redes sociais e nos programas esportivos se limita a comparação entre o ex-técnico Zé Ricardo e o atual, Reinaldo Rueda. Uma discussão inútil, que nada acrescenta para o clube e os torcedores.

Para encerrar a questão, é bom ficar claro. O trabalho de Zé Ricardo foi ruim na maior parte do tempo no comando do time. Ah, os números foram bons… Que se danem os números.

Mas vamos falar de Rueda. Fosse ele um técnico brasileiro e é certo que já teria sido demitido. Ah, mas ele chegou tem pouco tempo… Ah, é preciso tempo para se adaptar ao futebol brasileiro… Ah, ele ainda não conhece o elenco… O que o torcedor rubro-negro tem a ver com isso? É claro que Rueda não é o pior técnico do mundo. Mas o trabalho do colombiano até o momento é péssimo.

Contra o Coritiba, por exemplo, ele começou com uma escalação que sugeria a derrota. A insistência como Márcio Araújo é injustificável contra um adversário infinitamente inferior tecnicamente. De quebra, Rueda insistiu com Paquetá como atacante, o que já está provado que não dá certo. Com a lesão de Everton, Vizeu entrou, mas Márcio Araújo só saiu quase na metade do segundo tempo.

E aí veio outro erro do colombiano. Vinícius Júnior entrou para mudar o panorama de um jogo que estava perdido. Perdido pela incompetência do time em criar uma única jogada de perigo contra o gol de Wilson. Colocar alguém tão jovem sempre na mesma situação é inaceitável para alguém tão badalado e experiente como Rueda. Passa a sensação de desconhecimento de conceitos básicos de futebol.

A Sul-Americana pode mudar o panorama para Rueda e dar alguma alegria para o torcedor rubro-negro. Mas, a julgar o trabalho feito até o momento, o destino do colombiano está decidido. É esperar acabar o ano e dar adeus a Rueda…

Deixe uma resposta