Até nunca mais, Rueda!

Dirigentes de futebol quase nunca têm pudor com treinadores. Prometem tudo na contratação e apunhalam quem quer que seja ao primeiro tropeço ou protesto de torcedores. Mas a classe dos treinadores ganhou um personagem que deveria ser desprezado a partir desta segunda.

Idolatrado pela bela atitude quando da tragédia envolvendo a Chapecoense, Reinaldo Rueda anunciou a sua saída do Flamengo, a quem tratou de forma covarde, mentirosa e leviana.

É claro que o colombiano tem todo o direito de querer ir embora para treinar a seleção chilena. O que não poderia em hipótese alguma era deixar o clube esperando como se nada estivesse acontecendo.

Rueda assinou o atestado que os dirigentes de futebol mais queriam. O que referenda que tudo é possível no meio. Ou alguém acredita mesmo que o treinador não tinha se decidido ainda? Se tinha, por que esperar tanto para comunicar sua saída?

Pior que Rueda só mesmo a inocência e a ineficácia dos cartolas, que contrataram para o lugar do colombiano o ultrapassado Carpegiani.

Rueda não contribuiu em nada para o Flamengo e o futebol brasileiro. Com ele, o time jamais jogou bem ou teve um padrão que empolgasse.

Rueda vai embora como se sua passagem pelo rubro-negro não tivesse existido.

Já vai tarde. Até nunca mais…

Deixe uma resposta