Pode botar na conta do Carpa e do goleiro

É impressionante… O Flamengo não aprende a jogar a Copa Libertadores. Sem o apoio da torcida, o time estava vencendo o complicado River Plate, em casa, na estreia, por 2 a 1 até o fim do jogo até que o técnico Paulo César Carpegiani resolveu inventar. Colocou Willian Arão em campo no lugar de Everton e não Vinicius Júnior, o mais correto a se fazer. Recuou o time. Resultado: o River empatou a partida na reta final com um gol espírita de fora da área. E para piorar, com falha bisonha do sem ritmo Diego Alves.

Outro erro do Carpegiani. Esse jogo não é pra dar ritmo ao Diego Alves, que já havia falhado contra o Fluminense. Era jogo para o César.

Com o treinador errando desse jeito, dificilmente o Flamengo passará para a próxima fase. Na próxima rodada, mais um jogo sem torcida em casa. O perigoso Independiente Santa Fé, da Colômbia. Vamos ver o que acontece.

Pará, Renê, Éverton Ribeiro… pelo amor de Deus… como esses caras seguem no time titular?

Lembrando que, em suas três últimas participações na Libertadores, o Flamengo lamentavelmente caiu na primeira fase.

 

Deixe uma resposta