Exclusivo: Diego Alves garante que não pediu para não viajar para Curitiba

A briga entre Diego Alves e Flamengo está longe de se resolver. Nesta semana, mais um capítulo. O jogador e o técnico Dorival Júnior discutiram asperamente no auditório do Ninho do Urubu e precisaram ser contidos pelos jogadores para não chegarem às vias de fato.

A discussão se deu porque Dorival não gostou de um fato. Diego Alves reuniu o elenco na terça-feira para dar a sua versão da confusão pré-jogo contra o Paraná quando, segundo a diretoria do Flamengo, Diego se recusou a viajar após ser barrado pelo técnico. Na quarta-feira, Dorival reuniu todo o grupo, inclusive Diego, e pediu que o goleiro falasse tudo na sua frente. Foi xingamento para um lado, xingamento para o outro, dedo na cara e a quase briga.

Bom, o que se diz dentro do Flamengo, agora, é que Diego Alves está tentando deixar o Rubro-Negro, rumo ao futebol do Mundo Árabe, sem que o clube receba um só centavo.  O Flamengo, no entanto, quer 10 milhões de euros (valor da multa rescisória), já que o goleiro tem contrato até dezembro de 2020.

Ao Fera Rubro-Negra, chegou a versão de Diego Alves. Fontes ligadas ao atleta garantem que antes da viagem para Curitiba, em conversa particular com Dorival, o técnico perguntou se o goleiro gostaria de ficar em casa. Diego aceitou, elogiou César e disse que ia ficar com a família naquele momento difícil, da barração. A versão bate de frente com a versão do Flamengo e é justamente ela que Alves contou aos jogadores do elenco.

Resumindo, fica claro que o clima para Diego Alves no clube está insustentável. E que a tendência é que ele não vista mais o Manto Sagrado!

 

 

Deixe uma resposta